Fale Conosco           

Mas para ser bom e digno anunciador de Cristo,
deves preparar-te desde agora, por meio de um estudo diligente,
com o fim de adquirir um profundo conhecimento da doutrina
católica e tornar-se apto para predica-la

Pe. Jordan 01/02/1901

O juniorado é a etapa final da formação inicial. Vai desde a primeira profissão até a profissão perpétua para os irmãos (junioristas), ou até a ordenação para os candidatos ao sacerdócio (seminaristas). O objetivo principal deste período é continuar o trabalho iniciado no noviciado e dar ao religioso a oportunidade de desenvolver, aprofundar e consolidar as atitudes básicas da vida religiosa salvatoriana.

O segundo propósito fundamental é proporcionar ao membro uma formação intelectual e prática que o prepare para sua vida futura como Salvatoriano a serviço da vida eclesial. O seminarista ou juniorista deve manifestar e melhorar sua atitude para nosso estilo de vida. Ele deve ser guiado ao apostolado e alcançar a maturidade humana, cristã e salvatoriana.

O religioso com votos temporais deve examinar sua vida e comportamento à luz da oração e da reflexão pessoal com o fim de poder discernir com maior clareza entre a vida Salvatoriana com suas exigências e outros tipos de vida. Para ajudar o seminarista ou juniorista a amadurecer, uma coisa é indispensável: fazer uma eleição correta, dar uma oportunidade de entrar em contato com outros ambientes, para que ele possa julgar por experiência a pessoa que está deixando para trás e o que esta escolhendo. Já que cada situação pode ter um valor formativo e que, portanto, pode ser bem aproveitada, os seminaristas/junioristas aproveitam os períodos de férias não só para um merecido descanso e para encontrar-se com sua família, mas também para realizar experiências de valor formativo, por exemplo, apostolado e pastorais de acordo com a tradição e possibilidade de cada unidade administrativa da Sociedade. Uma vida autenticamente fraterna é um apoio à maturidade emocional e prepara o caminho para uma vida de celibato consagrado. Em consequência, se dê uma especial atenção aos momentos de encontro fraterno e amistoso.

Nesta etapa de formação inicial, a integração pessoal torna-se ainda mais necessária, porque um caminho para um estilo mais aberto de vida e um estudo que é mais absorvente assim como as atividades apostólicas, leva consigo um risco de desorientação. Por esta razão, é crucial que o seminarista ou juniorista aprenda constantemente a aprofundar sua união com Cristo, o Divino Salvador, de acordo com o nosso carisma. Ele conseguirá integrar a escuta e contemplação da Palavra de Deus, referindo tudo a Jesus Cristo como centro de sua própria vida. Isto lhe exigirá manter fielmente o hábito diário da oração pessoal e da leitura da Palavra, assim como a participação diária na Eucaristia e na oração comunitária, e a frequente celebração do Sacramento da Reconciliação. Fortalecido por estes meios, o seminarista ou juniorista será capaz de iluminar as diferentes situações de sua vida e de responder ao chamado de Deus na realidade cotidiana.

O estudo é uma das atividades mais importantes nesta etapa da formação. O estudo das ciências humanas, teológicas e pastorais tem os seguintes objetivos:
   - proporcionar uma vida de compreensão do Mundo, dos seres humanos, e do mistério de Cristo e da Igreja;
   - Julgar as situações do mundo à luz da fé;
   - Estimular a disponibilidade pessoal do estudante para nossas atividades apostólicas e para que possam colocar em prática.

Franciscus Jordan

Com

a graça de Deus, nada seja difícil demais para ti: nem sacrifício, nem cruz, nem sofrimento, nem solidão, nem aflição, nem perseguição! Tudo posso naquele que me fortalece.

Salvatorianos no Mundo

Albânia  Alemanha  Austrália  Áustria  Belarus  Bélgica  Brasil  
Camarões  Canadá  Colômbia  Comores Congo  Equador  
Escócia  Eslováquia  Espanha  Estados_Unidos  Filipinas  
Guatemala  Hungria  Índia  Inglaterra  Irlanda  Itália  México  
Moçambique  Montenegro  Polônia  República_Checa  Romênia  
Rússia  Sri_Lanka  Suíça  Suriname  Taiwan  
Tanzânia  Ucrânia  Venezuela